PROCLAMANDO AS BOAS NOVAS DESDE 1986

Nossa igreja faz parte da Igreja Presbiteriana do Brasil

Nossa Missão: "Levar o descrente a conhecer a Jesus Cristo e ensiná-lo a ser verdadeiro e frutífero discípulo do Senhor"

Nossa Visão: "Uma comunidade local fundamentada no ensino Bíblico, comprometida integralmente com o Reino e sendo relevante à sociedade."

As glórias da esperança cristã

O apóstolo Paulo em 1 Tessalonicenses 4:13-18 nos fala sobre as glórias da nossa esperança. Os crentes de Tessalônica estavam tristes por pensarem que os seus irmãos mortos tinham perecido. Os gregos e romanos nos dias de Paulo eram desrpovidos de esperança (Ef 2:12). Para eles não havia nenhuma esperança para o corpo depois da morte. Em contraste com a desesperança pagã, Paulo mostra a gloriosa esperança dos santos.

A revelação: Nós temos a Palavra de Deus (1 Ts 4:13,15)
As religiões têm especulado sobre o destino da alma depois da morte. Os filósofos têm discutido sobre a imortalidade. Os espíritas falam na comunicação com os mortos. Agora, Paulo resolve este problema, dizendo que não precisamos especular, pois temos uma revelação específica e clara de Deus acerca do nosso destino depois da morte (1 Ts 4:15). A Bíblia tem uma clara revelação acerca da morte e da ressurreição (1 Co 15:51-54; João 5:24-29; 11:21-27), bem como acerca da segunda vinda de Cristo (1 Ts 4:13-18). A autoridade da Palavra de Deus dá-nos a segurança e o conforto que nós precisamos.

O retorno: Cristo voltará novamente (1 Ts 4:14-15)
Na segunda vinda, os salvos virão com Cristo em glória num glorioso séquito. Ele será acompanhado de seus anjos e dos remidos. Os vivos não terão nenhuma vantagem em relação aos mortos em Cristo na segunda vinda de Cristo (1 Ts 4:15). A vinda de Crista será pessoal, física, poderosa, gloriosa e vencedora. Ele vem para julgar os vivos e os mortos. Ele vem para colocar todos os seus inimigos debaixo dos seus pés. Ele vem para estabelecerr a plenitude gloriosa do seu Reino. Ele vem para buscar sua igreja e reinar com ela para sempre.

Ressurreição: Os mortos em Cristo resssuscitarão (1 Ts 4:15-16)
A doutrina da ressurreição era rejeitada pelos gregos (At 17:32) e pelos saduceus (Mt 22:23). A base da doutrina da ressurreição dos salvos, é a ressurreição de Cristo (1 Ts 4:14). Paulo diz que quando Cristo voltar e der a sua palavra de ordem, os mortos vão ressuscitar (1 Ts 4:16). Os mortos vão ouvir a sua voz e sair dos túmulos (Jo 5:28-29). A trombeta soará e os mortos ressuscitarão (1 Co 15:52).

Arrebatamento: Os crentes que estiverem vivos serão transformados e arrebatados para encontrar o Senhor nos ares (1 Ts 4:17)
Não estamos usando aqui arrebatamento com o mesmo sentido usado pelos dispensacionalistas, que ensinam que a segunda vinda de Cristo será em dois turnos: um secreto e outro visível. Cremos que a segunda vinda será única, visível, audível e gloriosa. Quando Cristo voltar subiremos para nos encontrarmos com ele nas nuvens e assim estaremos para sempre com o Senhor.

Reunião – Os salvos estarão para sempre com o Senhor (1 Ts 4:17-18)
Este encontro será a festa apoteótica das bodas do Cordeiro. Vai ser o encontro triunfal da igreja com o seu noivo, o Senhor Jesus Cristo para estar com ele e reinar com ele pelos séculos dos séculos. A igreja, então, entrará na posse do Reino; desfrutará das bem-aventuranças eternas. A igreja entrará no descanso de Deus, no novo céu e a nova terra, no paraíso de delícias perpétuas, na Casa do Pai, na Pátria Celestial. Estaremos juntos como família de Deus e jamais vamos nos separar daqueles a quem amamos. A tristeza nem a dor jamais entrarão em nosso lar eterno. Não haverá mais despedida, nem separação e nem morte. Oh! Quão bendita esperança nós temos!

Rev. Hernandes Dias Lopes